Rumo a Lucidez

Neste mundo contemporâneo, faz-se necessário construir, fortalecer e despertar junto com os nossos alunos, no tocante aos aspectos cognitivos, as ferramentas necessárias rumo à LUCIDEZ – para a construção de um mundo mais humano.

Para isso, Edgar Moran nos sinaliza alguns saberes importantes para esse combate.

“O ser humano é a um só tempo, físico, biológico, psíquico, cultural, social, histórico. Esta unidade complexa do ser humano é desintegrada por meio das disciplinas.”
“A educação do futuro deverá ser o ensino primeiro e universal, centrado na condição humana.”
Sete saberes – sete buracos da educação

1) Conhecimento – é sempre uma tradução seguida de uma reconstrução da realidade – temos a percepção – ou seja, reconstruções, traduções da realidade. E toda tradução comporta o risco do erro.

2) Conhecimento Pertinente – é a capacidade de colocar o conhecimento no contexto – deve estimular a capacidade natural do espirito de contextualizar – ligar as partes ao todo e o todo às partes.

3) A identidade humana – se nos recusamos a nos relacionar sexualmente com um parceiro de outro sexo, acabamos com a espécie -  o relacionamento entre indivíduo-sociedade-espécie é como a trindade divina, um dos termos gera o outro e um se encontro no outro.

Nós somos de uma espécie, mas ao mesmo tempo a espécie é em nós e depende de nós.

Devemos fazer convergir todas as disciplinas para a identidade e para a condição humana, ressaltando a noção de homo sapiens.

Somos Homo ludens, além do Homo economicus, mas também Homo mitologicus.

O homem é prosaico e poético.

4)A compreensão humana - Latim – compreendere – colocar junto todos os elementos de explicação.

Compreender não só os outros como a si mesmo, a necessidade de se auto-examinar, de analisar a autojustificação, pois o mundo está cada vez mais devastado pela incompreensão, que é o câncer do relacionamento entre os seres humanos.

5) A incerteza - É necessário mostrar em todos os domínios, sobretudo na história, o surgimento do inesperado.

Devemos ensinar a ecologia da ação.

Os espíritos têm que ser fortes e armados para enfrentarem essa incerteza e não se desencorajarem.

6) A condição planetária - É necessário uma certa distância em relação ao imediato para podermos compreendê-lo.

É preciso mostrar que a humanidade vive agora numa comunidade de destino comum.

7) A antropo ética - Os problemas da moral e da ética diferem a depender da cultura e da natureza humana.

- a democracia é, por princípio, um exercício de controle.

- uma consciência social que leva à cidadania, para que o indivíduo possa exercer sua responsabilidade.

- é preciso integrar as disciplinas, para permitir uma mudança de pensamento.

MORIN – OS SETE SABERES NECESSÁRIOS À EDUCAÇÃO DO FUTURO

 

É muito comum ouvir que para ser professor é preciso ter “dom”, eu aprendi que para ser um educador é preciso muito trabalho, muito estudo, cursos e mais cursos, aprimoramento constante e uma incansável luta por uma educação que desperte nos docentes o desejo de serem mais. “Só sei que nada sei” - a cada dia apreendo mais do que ensino.

Leave a Comment.